Baço – Funções do Órgão – Onde Fica | Anatomia

Ausente nos invertebrados, presente nos vertebrados, o baço é uma glândula de funções ainda obscuras. Está na parte superior e esquerda do abdômen, em posição oblíqua atrás do estômago, imediatamente sob o diafragma. Tem, em média, 13 centímetros de comprimento, 8 de largura, 3 de espessura e 200g de peso, mas apresenta variações extensas. A forma geral do órgão é a de um ovóide; a cor é vermelho-escura; a consistência, mole, friável.

baço

Características do Baço

Duas túnicas se superpõem, em torno do baço: a externa é dependência do peritônio; a interna é uma membrana fibrosa.

No interior do baço existem nódulos esbranquiçados, formados por tecido linfoide – os corpúsculos de Malpighi -, de constituição semelhante à dos gânglios linfáticos. O conjunto desses nódulos forma a polpa branca, submersa em uma massa de glóbulos vermelhos e brancos, a polpa vermelha.

O tecido próprio do baço consta de uma rede de tecido conjuntivo e fibras musculares lisas, circunscrevendo lacunas preenchidas pela polpa esplênica. A polpa esplênica é uma substância mole, cor de borra de vinho, semeada de grãos esbranquiçados, os corpúsculos de Malpighi.

Devemos, pois, considerar separadamente a polpa propriamente dita e os corpúsculos. Os corpúsculos de Malpighi têm diâmetro inferior a meio milímetro. Compõem-se de um fino retículo conjuntivo, em cuja trama se amontoam elementos linfáticos.

São, em resumo, formações análogas aos folículos dos gânglios linfáticos. A polpa esplênica, propriamente dita, é formada de cordões de configuração e dimensões diversas, os cordões de Billroth, anastomosados entre si. O tecido formador dos cordões pertence ao chamado sistema retículo-endotelial, e pos-sui, entre os elementos celulares, muitos fagócitos.

Características e Estrutura

O baço localiza-se no lado esquerdo da porção superior do abdome, atrás do estômago. Alojado numa espécie de compartimento, a loja esplênica (do grego spléen, baço), é protegido pela parte literal e inferior do tórax. Essa proteção é necessária, pois trata-se de um órgão de constituição delicada, sujeito a lacerações em casos de contusões e traumatismos. O baço tem cor arroxeada e forma ovoide, com cerca de 12 centímetros de comprimento, 8 de largura e 5 de espessura.

É mantido em sua posição por pregas peritoneais que, partindo de diversos pontos de sua superfície, fixam-se nas paredes abdominais ou nos órgãos vizinhos. Essas pregas – ligamentos – são frouxas, a fim de permitir o livre movimento do baço dentro de sua loja, o que acontece durante a respiração.

Os tecidos do baço são envolvidos por uma cápsula fibrosa, que o divide em lóbulos por meio de tabiques – os septos ou trabéculas. Estes também possuem fibras musculares lisas, responsáveis pela contração do órgão.

Funções do baço

Há ainda grande controvérsia e incerteza no tocante às funções do baço.

  1. Parece que o baço desempenha o papel de reservatório de hemácias, para suprir as necessidades urgentes do organismo. Durante o exercício, ou logo após as hemorragias, as contrações do baço lançam na torrente circulatória as reservas de glóbulos vermelhos.
  2. Supõe-se ainda que o baço seja uma espécie de filtro do sangue, retendo pelas células do sistema retículo endotelial partículas estranhas que a ele venham ter, inclusive micróbios.
  3. O baço prende e destrói as hemácias antigas, cuja hemoglobina é transformada em bilirrubina. O ferro proveniente da destruição das hemácias pode, parcialmente, ser aproveitado na produção de nova hemoglobina.
  4. Algumas outras funções são atribuídas ao baço: produção de anticorpos; ativação, à distância, da hematopoiese da medula óssea, por meio de um hormônio especial; ação sobre o metabolismo de certos derivados dos proteicos, etc. Novos estudos são necessários, contudo, para o esclarecimento destas questões.



Recomendamos: