Hipófise – Glândula Pituitária – Hôrmonios – O que é? – Anatomia

hipofise

A hipófise, glândula pertencente ao sistema endócrino, está situada na face inferior do cérebro, abrigada na sela túrcica do esfenóide. Também é conhecida como glândula  Pituitária e glândula mestra, por controlar a produção dos hormonios. É uma pequena massa elipsóide, de pouco mais de um centímetro de comprimento, pesando menos de meio grama. Consta, essencialmente, de duas partes: o lobo anterior, de natureza epitelial, e o lobo posterior, de natureza nervosa, sendo notável, na constituição química do órgão, a. presença de 15 a 30mg de bromo por 100g de tecido.

O lobo posterior produz, ao que parece, uni hormônio que atua sobre as fibras musculares lisas e sobre a atividade secretora do rim. O lobo anterior segrega pelo menos cinco diferentes hormônios:

1) o hormônio do crescimento;

2) o hormônio sexual;

3) o hormônio tiroidotrópico;

4) o regulador do metabolismo das gorduras;

5) o regulador do Metabolismo dos hidratos de carbono.

Provavelmente todos provêm de um hormônio único, que se desdobra depois em muitos, sob a ação de enzimas. A superatividade do hormônio do crescimento conduz ao gigantismo ou então à acromegalia (pés, mãos, queixo enormes). A atividade deficiente acarreta a parada do crescimento, ficando o indivíduo anão. A insuficiência combinada dos hormônios sexual, regulador do metabolismo das gorduras e do crescimento produz a chamada distrofia adiposo-genital: o paciente se conserva com aspecto infantil e os seus depósitos de gordura se exageram.

Problemas com a Hipófise

Considerada a hipófise em conjunto, a sua hipofunção determina perturbações no metabolismo dos hidratos de carbono, falta de crescimento, lentidão no desenvolvimento sexual e também insuficiência mental (diminuição da capacidade de atenção, de concentração, de raciocínio).

Relação da Hipófise com o hipotálamo

A hipófise, por sua vez, também está sujeita à ação do hipotálamo, que exerce influência sobre seu lobo anterior ou adenoipófise. Como essa porção glandular é responsável pela elaboração de inúmeros hormônios de grande importância para o organismo, como o que estimula o crescimento, o funcionamento da tireoide, das glândulas supra-renais, das gônadas etc., essas funções podem ser alteradas pela intervenção do hipotálamo. Embora este não exerça controle total sobre a hipófise, sua influência na produção desses hormônios é significativa.




Recomendamos: