Cérebro Humano – Partes e Funções | Anatomia

Das diferentes partes que compõem o encéfalo, é sem dúvida o cérebro a mais importante. Destinado a receber as impressões sensitivas bem como a elaborar as reações motoras voluntárias, cabe-lhe ainda a sede das operações psíquicas mais complexas e elevadas.

 Cérebro

Funções do cérebro

Estruturalmente, o cérebro tem analogias flagrantes com os demais centros nervosos. Como a medula, o bulbo e a protuberância, cada elemento da corticalidade cerebral é, em última análise, o ponto terminal de uma via aferente, ou sensitiva, e o início de uma eferente, ou motora.

Entram, pois, as células nervosas corticais, na categoria dos centros reflexos, recebendo impulsos do exterior e podendo responder pela elaboração de reações motoras. Associa-se, contudo, à atividade cerebral, uma circunstância nova, a consciência, espécie de visão interior, pela qual o indivíduo assiste, de certo modo, às reações do seu próprio cérebro.

É por enquanto motivo de controvérsia saber se o fator consciência existe em algum outro centro nervoso, embora se reconheça a excepcional acuidade de que se reveste no cérebro. De qualquer forma, a consciência não se subordina aos métodos científicos usuais — observação objetiva,

Descrição geral do cérebro

Ocupando quase toda a caixa craniana, o cérebro é um ovóide de grande eixo ântero-posterior, e com a extremidade mais romba voltada para trás. Seu diâmetro ântero-posterior mede cerca de 17 centímetros, enquanto que o diâmetro transverso tem aproximadamente 14 centímetros. Não são iguais, em todos os indivíduos, estas duas medidas, nem a relação entre elas, do que resulta a existência de dolicocéfalos, mesaticéfalos e braquicéfalos, conforme já se viu anteriormente.

O peso do cérebro, no homem, é de cerca de 1.200 gramas; na mulher, de cerca de 1.050 gramas. Entre o hemisfério direito e o esquerdo há uma ligeira diferença (2 gramas no homem, alguns centigramas na mulher), em favor do hemisfério direito. Contudo, separadamente, o lobo frontal esquerdo pesa um pouco mais que o direito.

Olhado pela face superior, mostra o cérebro um sulco ântero-posterior profundo, a cesura inter-hemisférica, que divide o órgão em duas metades ou hemisférios cerebrais. Os dois hemisférios ligam-se entre si por um grande feixe de fibras brancas, o corto caloso.

Extremidades do Cérebro

Cada hemisfério apresenta duas extremidades e três faces. As extremidades se distinguem em: anterior, ou frontal, e posterior, ou occipital. As faces são: face externa, convexa em relação com a abóbada craniana; face inferior, irregular, repousando sobre a base do crânio e sobre o cerebelo; face interna, plana e vertical, relacionada com a face interna do hemisfério oposto.

Cada hemisfério apresenta internamente urna cavidade, o ventrículo lateral. Os ventrículos laterais não se comunicam diretamente entre si, mas sim por intermédio do ventrículo médio, ou terceiro ventrículo, que fica entre eles. Em todos existe o líquido céfaloraquiano.

O cérebro, como, aliás, todo o sistema nervoso central, é envolvido pelas meninges já conhecidas: dura-máter, por fora, piarnáter, por dentro, e, entre as duas, a aracnóide, que é dupla. No intervalo entre a lâmina interna da aracnóide e a pia-máter, encontra-se o liquido céfaloraquiano.

Divisões da Face Externa do Cérebro

partes do cerebro

A face externa do cérebro se divide em quatro lobos, cada um dos quais, por sua vez, se subdivide em circunvoluções:

Lobo frontal

Ocupa a parte anterior do hemisfério, logo adiante da cesura de Rolando. Devido a sulcos secundários, que o percorrem, é ele dividido em quatro circunvoluções: a primeira, a segunda e a terceira frontais, e a frontal ascendente, ou circunvolução pré-rolândica. A parte posterior da terceira frontal chama-se pé da terceira frontal, ou ainda zona de Broca, pois foi nesta zona que o grande anatomista francês localizou o centro da linguagem falada.

Lobo occipital

Está na parte posterior do hemisfério cerebral, sendo dividido, por sulcos secundários em três circunvoluções: a primeira, a segunda e a terceira occipitais.

Lobo parietal

Fica logo atrás da cesura de Rolando e acima da de Sylvius. Compreende três circunvoluções: a parietal ascendente, ou pós-rolândica, a parietal superior e a parietal inferior.

Lobo temporal

Situado na parte inferior da face externa, logo abaixo da cesura de Sylvius, o lobo temporal tem três circunvoluções: a primeira, a segunda e a terceira temporais. A união da parietal inferior com a primeira temporal se faz, posteriormente, por uma pequena circunvolução, a prega curva, a que se empresta função relevante.

ESTRUTURA DO CÉREBRO

cortex

Como em todos os centros nervosos, encontram-se no cérebro substância cinzenta e substância branca, a primeira constituída de corpos de neurônios; a segunda, de prolongamentos. A substância cinzenta dispõe-se na periferia e tem o nome de córtex, ou manto cerebral; a substância branca encerrada no interior, é o centro oval.

Córtex

O córtex cerebral, cuja espessura varia de um e meio a três e meio milímetros, cobre as circunvoluções e sulcos dos hemisférios, numa área de aproximadamente 200.000 milímetros quadrados. Avalia-se em 10 bilhões o número de corpos de neurônios nele situados, os quais se distribuem em cinco camadas sobrepostas.

Centro oval

O centro oval é a substância branca do interior dos hemisférios cerebrais. É constituído exclusivamente por fibras mielínicas, que podemos repartir em dois grupos: fibras de associação e fibras de projeção. As fibras de associação são as que unem umas às outras as diferentes regiões do córtex.

Umas, as fibras de associação curtas, vão de um ponto a outro do córtex, mas no mesmo hemisfério; outras, as fibras de associação longas, ou comissurais, vão de um a outro hemisfério, passando principalmente pelo corpo caloso. As fibras de projeção põem o córtex em conexão com os centros nervosos subjacentes: protuberância, bulbo, cerebelo, medula espinhal.

Umas trazem ao cérebro impulsos provindos das regiões inferiores: são as fibras ascendentes, ou aferentes; outras levam do cérebro para baixo os impulsos motores: são as fibras descendentes, ou eferentes.

Outros temas sobre o Cérebro:




Outros Conteúdos:

Emagrecer de Forma Saudável é Possível?

Aprenda os Segredos da Maquiagem Perfeita

RENDA EXTRA nas Horas Vagas (Livro Grátis)